Quando se fala em São Bento do Sapucaí, a primeira lembrança que vem à nossa mente, é a Pedra do Baú, o maior bem da cidade.

E realmente o turismo se desenvolve em torno da famosa pedra, um monumento da natureza, que não é única, na verdade são três pedras – a do Baú, que é a maior, a do Bauzinho e a Ana Chata, cartões postais da Serra da Mantiqueira.

São Bento do Sapucaí, na divisa com o estado de Minas Gerais, cercada pela mata nativa e por araucárias, é muito procurada por aventureiros, que escalam a pedra ou fazem trilha até o topo para admirar o belíssimo pôr do sol do local, que é realmente um espetáculo da natureza.

Mas a pequena cidade tem muito mais para oferecer, além da bela paisagem. Suas ruas tranquilas e agradáveis, seu povo simpático e hospitaleiro, o artesanato simples e belo, com materiais da terra, fibra de bananeira, palha de milho, cerâmica e madeira e o turismo rural, que aos poucos vai se fortalecendo. 

O clima é de montanha, mesmo quente durante o dia, à noite a temperatura cai bastante, mas o ideal é visitar a cidade antes da temporada de chuvas. Existem muitas atrações bem interessantes afastadas do centro da cidade e as estradas são de terra.

O principal passeio é mesmo ir até a Pedra do Baú, mas é necessário um certo preparo físico, de preferência com um guia. É que, a partir do estacionamento, tem uma caminhada de cerca de uma hora, além de uma subida com 300 degraus. Para a pedra da

Ana Chata a caminhada é maior, 1h30 de trilha; para o Pedra do Bauzinho são apenas 10 minutos de trilha.

Existem ainda outras atividades promovidas pela prefeitura local como rapel em cachoeiras, e trilhas, uma delas percorre 12km pelas montanhas da Mantiqueira. 

Impossível não visitar alguns locais: o Espaço Arte do Quilombo, que expõe e vende o trabalho de dezenas de artesãos da região, e o Museu do Carro de Boi Quim Costa, que possui um acervo de antigos carros de boi, ferramentas e maquinários.

Tem ainda o ateliê da Nakawe Tecidos, que se inspira na arte indígena e tinge peças de algodão, utilizando as técnicas indígenas.

O ateliê Ditinho Joana é visita indispensável. O artista autodidata faz esculturas de madeira representando cenas rurais e se ele estiver por lá, tem muitas histórias pra contar

Os Mosaicos são outra atração bem típica da cidade e podem ser vistos em muitas casas quando se caminha pelas ruas do centro. Azulejos, cerâmica e madeira são utilizados para criar os mosaicos em quadros, vasos, tampos de mesa e a capelinha na rua 13 de maio.

Não deixe de visitar o Ecoparque Pesca na Montanha, uma grande área verde cercada de mata nativa, que oferece atividades como arco e flecha, cavalgada, trilhas, inclusive para crianças.

Dá ainda pra conhecer uma fazenda de produção de cogumelos, plantação e produção de azeite ( OLIQ ), cachoeiras, mirantes, cervejarias, vinícolas. Na verdade, um fim de semana é pouco para admirar todas as belezas de São Bento do Sapucaí. 

Comentários

0 0 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar para
guest
2 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Humberto
Humberto
4 meses atrás

No meio de uma região maravilhosa. Uma ótima opção para fugir da muvuca de Campos do Jordão.

Odilia D'Angelo
Odilia D'Angelo
4 meses atrás

Um lugar onde tem um pouco de tudo!!!

2
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x
()
x

Assine nossa Newsletter!

[newsletter]