Uma das músicas mais lindas de Milton é “Encontros e Despedidas”.: encontros e despedidas milton nascimento – YouTube Uma letra que trata da ambiguidade das situações e dos sentimentos. Assim como encontros e despedidas, dores e prazeres ou amores e desamores, as coisas da vida, ainda que antagônicas, podem, todas elas, trazer alegrias ou tristezas. Pouca gente acredita que dores e desamores podem trazer alegrias. Não sabem as dores que um atleta de alto rendimento suporta para chegar ao pódio olímpico. E esquecem que desamores podem gerar recomeço e renovação. E esperança, que é o prelúdio da alegria.

Há um ano, depois de um bom planejamento de viagem, marcamos encontro na estação. Subimos, juntos, no trem e partimos. Ninguém combinou o tempo da viagem, mas sabíamos o que queríamos dela: aprender, desfrutar, criar e, acima de tudo, nos divertir. Tudo isso com outros olhares. Diferentes daqueles que nossas formações profissionais e vivências, até então, limitavam. Foram momentos maravilhosos. Muito trabalho, muita discussão saudável e pequenas rusgas, que se não ocorressem, qual seria a graça de juntar gente tão igual e tão diferente? 

A cada semana, a gostosa agonia de buscar temas novos; correr contra o tempo para escrever; revisar o texto; selecionar fotos; entregar todo o material para uma equipe muito talentosa transformá-lo em belos e criativos posts no blog e nas redes sociais e, após a publicação, trabalhar duro na divulgação e compartilhamentos. Belos e criativos posts, sim. Temos bastante orgulho e nos sentimos muito satisfeitos com o resultado alcançado, que não seria possível sem a ajuda dos profissionais que estiveram conosco nesse projeto. 

Alcançamos todas as metas ou passamos em todos os lugares? Claro que não. Propositalmente, levantamos a régua e nos desafiamos além do que nos julgávamos capazes. Que bom ter pensado assim. Fomos além do que imaginávamos. Foram 52 intensas semanas, mais de 350 textos, mais de 1500 imagens e dezenas de reuniões. Reuniões, infelizmente, em sua maioria, virtuais. Nem por isso menos divertidas e acaloradas. Poucas vezes estivemos juntos fisicamente, não mais de cinco ou seis vezes, mas foram gostosos encontros em ambientes super agradáveis e repletos de comida, carinho e cordialidade. 

A decisão de fazer, a partir do próximo dia 9 de outubro (sábado), uma parada no blog e nas redes sociais foi bem pensada e de comum acordo. Cumprimos boa parte do que nos propusemos a fazer. Se não fizemos mais, não foi falta de empenho ou vontade. Talvez nos faltasse, ou ainda nos falte, maior conhecimento do mercado de mídias sociais. É definitivo? Nada na vida é definitivo, ainda mais que permanecem integralmente preservadas – mais que isso, fortalecidas – as amizades que deram origem ao projeto. Manteremos, disponíveis e conectadas, nossas páginas no blog e nas redes. Poderemos, em conjunto ou individualmente, fazer publicações e comentários.

O maior dos agradecimentos devemos àqueles que estiveram conosco durante este tempo: colaboradores, amigos, incentivadores, entrevistados, palestrantes, autores − quanta gente boa nos emprestou seu talento −, mas sobretudo aos leitores que nos ajudaram com comentários, sugestões, curtidas e as importantes e bem-vindas visualizações e leituras. Foi um prazer enorme conviver com gente tão interessante, cheia de ideias, plenas de criatividade e entusiasmo pela arte, cultura e conhecimento. 

Em um período tão difícil para todos, com perdas devastadoras, prolongadas ausências e um bizarro afastamento, foi fundamental estarmos envolvidos em uma atividade rica e exigente, que nos permitiu manter a lucidez, o foco e a esperança em dias melhores, que, por certo, hão de vir. Nos animaram na partida, e continuam presentes em cada um de nós, os versos de Milton: “Coisa que gosto é poder partir, sem ter planos. Melhor ainda é poder voltar, quando quero”.

Até a próxima

Elena, Odília e Humberto

Comentários

3 2 votos
Article Rating
Se inscrever
Notificar para
guest
12 Comentários
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Helena Batista
Helena Batista
16 dias atrás

Que peninha! Conheci o blog só em julho desse ano, vou sentir muita falta. Gratidão por todo carinho que vcs. colocaram em cada matéria.

Tereza Cristina Piffer
Tereza Cristina Piffer
16 dias atrás

Fico triste em saber dessa parada. Mas, o tempo que o trem andou trouxe muitas surpresas pelo caminho. E isso, fica guardado para sempre. Esse mundo novo que se apresentou em nossas vidas é só o prenúncio do que ainda está por vir. Mas, o que importa mesmo é curtir a jornada, o agora, porque é o que realmente importa.
Parabéns pela jornada. Nos encontramos por aí.
Obrigada

Odilia D'Angelo
Odilia D'Angelo
16 dias atrás

Nós curtimos muito essa viagem e foi desbravadora, instigante, alegre, deliciosa. Desejo isso a todo mundo!

Leonidia Godoy
Leonidia Godoy
16 dias atrás

PARABÉNS, vcs foram impecáveis, verdadeiros e muito inteligentes a cada matéria. Obrigada😍

Odilia D'Angelo
Odilia D'Angelo
16 dias atrás
Responder a  Leonidia Godoy

Obrigada!

Tatiane
Tatiane
16 dias atrás

Eu sinto muito orgulho do trabalho que fizeram, tenho certeza que o alcance foi imensurável! Parabéns pela iniciativa, por toda dedicação e por divulgarem informações valiosas nesse tempo que foi tão difícil! Sigam com a certeza de que tudo sempre vale a pena! Sorte aos envolvidos!

Humberto
Humberto
16 dias atrás
Responder a  Tatiane

Muito obrigado, Tatiane. Sem o apoio e a colaboração de vocês nada disso seria possível.

Odilia D'Angelo
Odilia D'Angelo
16 dias atrás
Responder a  Tatiane

Foi uma grande troca entre nós da equipe, dos amigos e de muitos que nem conhecemos. Obrigada a todos!

Salmon
Salmon
16 dias atrás

Nada é para sempre? Enquanto houver lembrança será eterno. Uma música, uma paixão, uma alegria, uma amizade, um aprendizado sempre serão eternos, principalmente as dores que nos infligiram e que inflingimos a outrem, essas são as que mais perduram, as que mais se eternizam. A chegada é a partida são fundamentais na mesma viagem pois nos levam a recomeços.

Humberto
Humberto
16 dias atrás
Responder a  Salmon

E você, meu caro Salmon, foi um grande parceiro de tudo que fizemos. Sua participação foi fundamental para que buscássemos sempre o melhor. Muito obrigado, do fundo do coração, por sua generosidade, apoio e colaboração

Odilia D'Angelo
Odilia D'Angelo
16 dias atrás
Responder a  Salmon

Obrigada, Salmon. Os seus comentários foram um grande incentivo, desde o início. Um grande abraço

Odilia D'Angelo
Odilia D'Angelo
16 dias atrás

Uma viagem que ficará eternamente marcada em nossas vidas. Daquelas que dá vontade de fazer de novo.

12
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x
()
x

Assine nossa Newsletter!

[newsletter]